Com todo esse crescimento acelerado do mercado virtual, a segurança de dados sigilosos nunca foi tão importante. Que pessoa hoje em dia não faz compras pela internet?

Com consumidores cada vez mais exigentes, é necessário aumentar a segurança de dados do seu e-commerce, garantindo a proteção dos dados do seu cliente contra fraudes virtuais.

Caso o consumidor não se sinta seguro ao visitar seu e-commerce, são grandes as chances dele abandonar sua loja virtual e procurar outra que transmita mais credibilidade, mesmo que isso custe mais caro para ele.

Leia até o final e descubra como a segurança de dados é essencial para qualquer negócio online. 

Importância da segurança de dados

Conforme indica o Mapa da Fraude divulgado pela Clearsale, referência em soluções antifraudes, somente nos seis primeiros meses do ano, ocorreram cerca de 2,6 milhões de transações possivelmente fraudulentas.

Para criar este mapeamento completo, a empresa analisou mais de 182 milhões de transações, considerando apenas pagamentos via cartão de crédito.

Já em reais, foram R$ 2,6 bilhões em fraudes realizadas somente no primeiro semestre, sendo em sua grande maioria, no comércio virtual, onde os golpistas atuaram com força depois que grande parte das pessoas entrou em isolamento social no ano de 2020 e começaram a fazer mais compras online.

Os e-commerces sempre serão um “prato cheio” para ataques cibernéticos. Isso só reforça a importância da segurança de dados.

Para empresas de todos os portes, o custo de uma invasão, tanto na perda da confiança do cliente quanto na perda de dados, pode ser seriamente prejudicial.

Principalmente depois que a Lei Geral de Proteção de Dados, LGPD, passou a funcionar.

Segurança de dados 

Antigamente, os dados dos usuários que entravam em um site de vendas podiam ser coletados e utilizados pelas empresas da maneira que julgassem adequado.

Entretanto, isso mudou com a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD, que exige que todas as páginas que coletam dados dos usuários sigam uma série de regras.

Entre as diretrizes, os e-commerces precisam:

  • Possuir um canal de comunicação aberto para que os consumidores solicitem a retirada de seus dados pessoais da página;
  • Oferecer segurança de tráfego, com Certificado de Segurança Digital;
  • Informa sobre a política de privacidade, conscientizando o visitante sobre como seus dados serão captados e utilizados;
  • Exibir uma mensagem de aceite, para que o usuário aprove a política de privacidade do seu e-commerce.

Dessa maneira, um dos cuidados que você precisa tomar com o seu e-commerce é garantir  de que ele está seguindo as diretrizes da LGPD.

Lembrando que, quem não cumprir as regras está sujeito a multas e punições, que podem chegar até 2% do faturamento da empresa (teto máximo de R$50 milhões).

Dicas de como oferecer segurança de dados em sua loja virtual

Realize testes recorrentes

Um passo essencial da segurança de dados é manter as rotinas de testes de verificação de vulnerabilidades.

Conforme você gera senhas, instala, atualiza seu software e usa as redes privadas, continue realizando testes.

Isso pode ser feito contratando uma pessoa especializada para verificar seus sistemas.

Os dados do consumidor são um recurso incalculável e você não pode nem pensar em perdê-los!

Utilize selos de segurança

Os certificados digitais de segurança são excelentes ferramentas para tranquilizar os visitantes da sua página e aumentar a segurança do seu e-commerce.

Os selos de segurança são normalmente exibidos no rodapé ou na barra lateral da loja virtual, e ajudam a convencer o usuário de que seu e-commerce é seguro e possui um atendimento de qualidade.

Ao clicar neste selo, o consumidor é levado para uma página externa, onde o órgão emissor do certificado de segurança atesta a sua autenticidade para todos os seus clientes.

Para conquistar um selo de segurança como este, é preciso contratar um serviço de certificação que fará uma auditoria completa em sua loja virtual, emitindo um certificado que afirma a segurança de seu e-commerce.

Aposte em protocolos de segurança SSL/HTTPS

Para finalizar sua compra, os clientes serão obrigados a inserir alguns dados sigilosos, como o número do seu cartão de crédito, por exemplo.

Por este motivo é preciso que sua empresa ofereça a garantia de que os dados serão criptografados, impedindo que terceiros possam acessá-los e fazer compras utilizando dados roubados.

Os protocolos de segurança HTTP e os certificados SSL existem para cumprir essa função, e são indispensáveis para a segurança de dados em qualquer loja virtual. 

Com isso você irá garantir a segurança dos dados de seu cliente, mesmo que os servidores do seu e-commerce sejam invadidos.

Escolha uma plataforma de e-commerce segura

A maioria das plataformas de e-commerce disponíveis no mercado, possuem vantagens e desvantagens quando o assunto é segurança. Portanto, é preciso analisar qual opção é mais interessante, é preciso considerar cada ponto positivo e negativo.

Selecionar uma plataforma de e-commerce renomada no mercado capaz de oferecer a segurança necessária para trabalhar tranquilo, está entre as dicas mais importantes desse post.

Portanto, na hora de escolher sua plataforma pesquise bastante e opte por uma com credibilidade no mercado e capaz de integrar com os melhores gateways de pagamentos atuais.

Busque pela criptografia de dados

O certificado Secure Sockets Layer ou SSL, permite a criptografia de dados pessoais e bancários conforme eles são enviados para o servidor do site, garantindo que essas informações não serão roubadas durante o processo de checkout.

Os certificados SSLs são fundamentais para transações feitas de forma online, auxiliando a garantir a segurança do seu e-commerce, enquanto cria credibilidade para sua loja online, dando aos clientes mais tranquilidade além de melhorar no ranqueamento dos mecanismos de busca.

O protocolo HTTP sobre SSL é conhecido como HTTPS e proporciona mais segurança de dados para as lojas virtuais.

Os benefícios de usar HTTPS vão além da segurança e confiabilidade.

O Google oferece aos sites HTTPS uma classificação de pesquisa mais alta, a consequência disso é um número maior de visitantes.

Entretanto, o Google também classifica sites não criptografados como “não seguros”.

Muitos compradores experientes optam por não comprar de um site considerado inseguro ou que não tenha a designação “HTTPS”.

Nesse artigo você pode acompanhar um pouco mais sobre como a segurança de dados é essencial para o seu e-commerce e algumas dicas de como essa segurança deve ser aplicada.

Comentários

Luan Freitas

Luan Freitas

Redator da iSet, graduando em marketing, apaixonado por tecnologia, música e pelas coisas simples da vida.