Desde de 2020, a Black Friday tem se apontado como a principal oportunidade para o vendedor brasileiro aumentar o volume de vendas e, consequentemente, o faturamento da sua loja virtual.

No último ano, houve um crescimento de 25% em relação a 2019 no e-commerce, consolidando 7,6 milhões de vendas online durante essa data comercial, segundo levantamento da Neotrust | Compre & Confie.

Claro que, levando em consideração o contexto de crescimento do segmento de venda em 2020, devido à pandemia vigente, não são esperados os mesmos 25% em 2021, tendo em vista que, possivelmente, as lojas físicas estarão reabertas aos consumidores.

No entanto, a demanda da Black Friday é alta e o e-commerce deve se preparar para um volume alto de pedidos. Por isso, trouxemos um artigo para auxiliar o vendedor a se preparar para que consiga aumentar ainda mais as suas vendas.

Mas primeiramente, o que é a Black Friday?

A Black Friday é uma data comercial para o e-commerce brasileiro e do mundo todo. Nessa data o foco é movimentar em grande escala as vendas B2C (Business to Customers) gerando um grande volume de receita por meio da queima de estoque de produtos sem grande volume. No mercado B2B (Business to Business) também é possível criar essa relação durante a Black Friday e as empresas podem se beneficiar disso.

Ela surgiu nos Estados Unidos e acontece sempre um dia após o feriado do Dia de Ações de Graças no país. Em 2021 no Brasil, ela será no dia 26 de Novembro.

O importante é que essa data se tornou uma grande oportunidade para as marcas aumentarem suas vendas, dar vazão ao estoque parado e lucrar mais.

Como foi a Black Friday em 2020?

É fundamental analisar os resultados da Black Friday de 2020 para ver padrões de consumo que possam se repetir em 2021, para traçar uma estratégia efetiva com base em dados. No último ano, o faturamento foi de 5.1 bilhões de reais, um aumento de 31% em relação a 2019.

Um dado importante para se analisar são as categorias que mais venderam em anos anteriores, para classificar o real potencial do seu e-commerce. Em 2020, as 5 categorias que se destacaram quanto a volume de pedidos foram, segundo a pesquisa da Neotrust | Compre & Confie:

  •  Moda e Vestuário – 13%
  •  Beleza, Perfumaria e Saúde – 12%
  •  Artigos para Casa – 12%
  •  Entretenimento – 11%
  •  Eletrodomésticos e Ventilação – 9%

Já quanto a distribuição do market share por região, o Sudeste continua possuindo o maior desempenho, sendo distribuído da seguinte forma:

  • Sudeste – 61,6% (variação positiva de 17,2%);
  • Sul – 14,5% (variação positiva de 28%);
  • Nordeste – 15,9% (variação positiva de 50,8%);
  • Centro-Oeste – 6% (variação positiva de 40%);
  • Norte – 2% (variação positiva de 31,3%).

Vale ressaltar, ainda, que o ticket médio também teve um aumento de 5,1%, chegando a R$668,70. Isso mostra que, além do aumento do consumo, os usuários estão aptos a comprar produtos com preços cada vez mais elevados.

A Black Friday vem gerando ano após ano resultados incríveis para o e-commerce e varejo brasileiro. Se você anuncia seus produtos em sites de marketplaces, não pode ficar de fora desse evento, portanto acompanhe os próximos tópicos deste artigo e descubra dicas e ações para começar desde já!

Baixe o Infográfico da Black friday de 2020

Preparação para a Black Friday 2021

Um grande detalhe que faz toda a diferença para ter bons resultados nas suas ações é se planejar com antecedência e definir alguns pontos importantes para ter um excelente resultado na Black Friday.

Por isso, trouxemos 5 tópicos que vão te ajudar a entender como começar essa preparação para uma data de tamanha magnitude.

A Black friday no Brasil em 2020 pode ser um pouco diferente em razão da pandemia do COVID-19 e dos novos hábitos de consumo online
SAO PAULO -SP-BRASIL-26.11.2015 -ECONOMIA – BLACK FRIDAY – Foto : Reinaldo Canato / Veja.Com

Vamos ver algumas ações que você já pode ir executando e assim poder evitar problemas lá na frente. 

1.      Ingressar em novos canais de vendas como um Marketplace

Ingressar em um marketplace para vender os seus produtos é uma grande sacada. É um modelo de negócio que está crescendo cada vez mais, só durante o primeiro semestre de 2020 as vendas nos marketplaces atingiram 78% do faturamento de todo o e-commerce brasileiro.

2.      Rever a precificação dos seus produtos

Esse é um ponto muito importante para ter sucesso durante a Black Friday. O preço é um fator determinante para quem está querendo comprar, e por isso, uma revisão nos preços dos seus produtos é essencial para garantir um valor justo durante o evento.

Uma dica que temos para passar, é com relação à legislação dos canais de vendas. Ela permite que o aumento do preço dos produtos seja feito apenas até o dia 28 de Setembro, após essa data só é possível baixar os preços.

Portanto, faça um bom planejamento de precificação e fique atento ao limite para as alterações. Utilize a nossa planilha para escolher o preço correto para vender na Black Friday ou até mesmo uma plataforma integradora para precificar seus produtos de forma automática.

3.      Planejar é importante

Estar na frente da concorrência precisa de organização e planejamento. Para que você consiga traçar ações estratégicas que farão o seu negócio ter melhores resultados, é importante se planejar.

Quando pensamos na Black Friday, estamos falando de um período em que as pessoas estão aptas para as compras, por isso a importância de analisar o seu negócio e planejar as ofertas, estoques, sua logística e outros aspectos.

Portanto, faça um estudo com mais detalhes dos produtos que farão parte deste evento e coloque-os como destaque no marketplace.

4.      Acompanhe a concorrência

Fazer uma análise de mercado para acompanhar o que a sua concorrência está fazendo, é importante nesse momento. Identificar como o mercado está se comportando diante desses movimentos, fará com que você possa estabelecer estratégias eficientes e conseguir se destacar.

Veja as tendências de mercado, os preços praticados, os melhores canais de venda para o seu nicho e as categorias de produtos mais vendidas dentro do seu setor.

5. Curva ABC na Black Friday: Dê vazão aos seus produtos parados na prateleira

Para a Black Friday ,faça um relatório das suas vendas nos últimos meses e faça uma análise dos produtos que mais vendem e qual é a fatia que representam dentro do seu faturamento.

Produtos Classe A – 20% dos Itens que representam 80% da sua receita no e-commerce

Esse produtos possuem maior giro e maior demanda, são o seu supra sumo de vendas e seu carro chefe, vendem com menos esforço, porém necessitam de uma atenção especial. Portanto, tenha produtos classe A no seu estoque, mas não foque sua estratégia de desconto neles, pois a venda ocorrerá “naturalmente” em uma escala mais alta.

Produtos Classe B – 30% dos itens que representam 15% da sua receita de e-commerce

A categoria Classe B de mercadorias são responsáveis por uma lucratividade considerada boa e necessitam portanto de uma gestão razoável.

Produtos Classe C – 50% dos itens que representam 5% da sua receita de e-commerce

Os produtos de classe C são aquelas mercadorias que já se encontram há um bom tempo no seu estoque e possuem pouco giro. 

A Black Friday pode ser uma excelente oportunidade para você queimar o estoque desses produtos com descontos agressivos, mesmo que você tenha pouca margem de lucro, é melhor do que ficarem ocupando espaço na sua prateleira (isso pode acabar virando uma dor de cabeça, caso seja mal administrado e te dar mais prejuízo a longo prazo).

Outra dica é utilizar essa categoria para a criação de kits de produtos nos seus anúncios nos marketplaces. Assim, além de dar vazão ao seu estoque, você aumenta o seu ticket médio em suas vendas.

Dicas para vender mais durante a Black Friday

Como essa é a data mais aguardada por todo o e-commerce e varejo do mundo, é muito importante que você se prepare e consiga superar as expectativas de vendas.

Vamos ver algumas dicas para que você consiga realizar mais vendas:

  1. Defina o seu objetivo
  2. Analise dados dos anos anteriores
  3. Defina com antecedência quais serão os produtos que estarão em promoção
  4. Oferecer vantagens no frete
  5. Invista na divulgação nas suas redes sociais
  6. Prepare o seu estoque e aproveite para vender produtos “parados”
  7.  Reduza o tempo de expedição do produto
  8.  Utilize gatilhos de escassez para gerar senso de urgência

O resultado de uma boa preparação com certeza será aumento nas vendas. Portanto, leve em consideração todos os aspectos que rodeiam o seu negócio e pense nas melhores estratégias para alavancar os seus resultados.

Black Friday: A data mais importante para o vendedor

A Black Friday é uma grande aliada para ajudar o seu negócio a decolar os resultados. Por isso, saber fazer um planejamento de ações irá te dar segurança para estabelecer as melhores estratégias para esse grande evento.  

No decorrer da sua organização é preciso pensar de forma intensa na divulgação dos seus produtos e sobre a disponibilidade nos marketplaces. É necessário também estar atento a uma questão muito importante como por exemplo: Estou oferecendo uma oferta que é realmente vantajosa ao meu cliente?

O consumidor que chega até um marketplace, está procurando por ofertas relevantes e especiais. Então, mantenha sempre os seus produtos disponíveis e com preços competitivos e esteja pronto para o atendimento dos pedidos com um estoque adequado, um sistema eficiente de gestão e uma equipe de operação e atendimento especializada. 

Baixe o Infográfico da Black friday de 2020

Comentários

Vinicius Ribeiro

Vinicius Ribeiro

Gerente de Marketing no Magis5, mineiro apaixonado por inovação, tecnologia e transformação digital. Para falar com Vinícius, basta enviar um e-mail para vinicius.ribeiro@magis5.com.br