Copa do Mundo 2022: como afetará o meu e-commerce? dicas e dados para aumentar suas vendas

por | 26 de setembro de 2022 | E-commerce

Como a Copa do Mundo 2022 afetará o seu negócio? Bom, isso vai depender se você vai usar as nossas dicas para usar o torneio a seu favor ou não.

Eventos esportivos remetem a viagem, a encontros presenciais entre amigos, familiares e a torcedores preparando para acompanhar os jogos de onde quer que estejam.

Logo, naturalmente pensamos que os grandes beneficiados por tais competições são os setores de turismo e de serviços. No entanto, isso é limitar – e muito – o potencial das oportunidades que surgem nesses momentos.

A magnitude de uma Copa do Mundo faz com que mesmo quem não é fã de futebol esteja ciente de que o evento está acontecendo e, talvez, até interaja com publicações nas redes sociais por mera participação.

Na prática, mais pessoas on-line podem significar mais audiência para sua loja virtual ou para sua marca caso vocês decidam falar sobre o mesmo assunto. 

No marketing de oportunidade, uma das grandes jogadas é estreitar o relacionamento com o consumidor pela demonstração dos valores da empresa. E você não precisa vender camisas da seleção para manifestar sua torcida pelo hexa.

Em suma, fazer essa ação é um jeito simples de causar identificação e atrair acessos que, no final das contas, podem converter em vendas a curto e médio prazo. Já parou para refletir sobre isso?

Pelo sim ou pelo não, há tanto sobre como a Copa do Mundo impacta o e-commerce e as melhores estratégias para este momento nas próximas linhas, que você não vai querer perder por nada.

Então, segue o jogo! 

O que você vai encontrar nesse artigo?

Por que a Copa do Mundo 2022 é uma oportunidade?

Pela primeira vez a Copa do Mundo será sediada em um país do Oriente Médio, onde a temperatura durante o dia no verão supera os 40ºC. É por esta razão que a competição será disputada entre novembro e dezembro em vez de junho a julho – como sempre foi o calendário oficial.

Para quem é leigo no assunto do varejo tal mudança não parece nada demais. Mas todo vendedor sabe muito bem que os dois últimos meses do ano representam parte fundamental do faturamento de suas lojas.

Afinal, como pensar em novembro sem se lembrar de Black Friday ou em dezembro e não ser levado pelos sons das compras natalinas entrando no caixa? Definitivamente, é impossível.

Há quem pense que esta coincidência fará com que os produtos relacionados ao evento dominem o cenário dos presentes de amigo oculto, por exemplo, entre outras comemorações. E isso é, com certeza, uma hipótese justificável.

Para aqueles que vendem artigos esportivos, por exemplo, a mudança de época foi muito positiva. Por outro lado, isso não significa que os demais setores ficarão no prejuízo dessa vez.

Muito antes o contrário, como você descobrirá adiante. 

campo de futebol com bandeira do brasil na torcida
A Copa do Mundo além de movimentar o esporte, movimenta os comércios

E-commerce é mais competitivo

O funcionamento 24 horas do mercado virtual é definitivamente uma vantagem para quem vende on-line. Na hora das partidas, o comércio tradicional vê o entra e sai de clientes diminuir enquanto as lojas virtuais recebem a chance de estar mais próximas deles.

Inclusive, especialmente nos dias de jogos da seleção brasileira, manter as portas abertas é facultativo. Ou seja, fica ao critério de cada lojista.

Mas, via de regra, as lojas físicas perdem pelo menos duas horas de trabalho. Isso porque o padrão mais comum é que o comércio feche trinta minutos antes e reabra apenas trinta minutos após o término da partida.

Sem contar aquelas que têm prorrogação e, depois, disputa de pênaltis. Com jogos previstos para acontecer às 10 horas da manhã, é possível que determinadas lojas funcionem apenas na parte da tarde.

Porém, seja por uma necessidade urgente ou pelo fato de que é exatamente durante as partidas que muitas pessoas terão tempo para realizar suas compras, o prejuízo por manter as portas fechadas é quase certo.

Não dá para competir contra a onisciência das lojas virtuais nos marketplaces. E esta é uma oportunidade que você deve explorar independentemente da categoria de produtos que vende, inovando para despertar o desejo de consumo.

Maior volume de tráfego on-line

Em 2014, o registro recorde de transferência de dados da internet aconteceu durante uma partida da Copa do Mundo do Brasil. O jogo em questão era entre as seleções dos Estados Unidos e da Alemanha na Arena Pernambuco em Recife.

Dois anos depois, durante os Jogos Olímpicos do Rio, o tráfego em redes de celular foi 10 vezes maior. Segundo a Anatel, o volume foi equivalente a 486 milhões de fotos.

Informações como essas são um pote de ouro, pois demonstram que a maior parte das pessoas não apenas gosta de acompanhar eventos esportivos, mas também de divulgar para seus seguidores o que estão fazendo.

Ou seja, enquanto assistem aos jogos, elas também estão on-line, comentando o torneio, publicando conteúdo sobre o assunto e, claro, fazendo buscas na internet.

Você provavelmente já se pegou pesquisando nomes de jogadores, pontuações, notícias, estatísticas históricas e até mesmo curiosidades aleatórias enquanto assiste à TV ou a programas no streaming. Então, pode ter certeza que seus clientes também.

notebook com foguete ilustrativo saindo de sua tela
Eventos como a Copa do Mundo movimenta as redes sociais e o tráfego on-line em si

Quase metade dos espectadores do Mundial no Brasil também estavam nas redes sociais, e, para reforçar a importância que o ambiente digital tem para esse evento, um levantamento do Google revelou que 86% dos brasileiros pretendem acompanhar o torneio em 2022.

Além disso, de acordo com a pesquisa ‘A Copa de 2022 desperta o interesse do brasileiro’, nossa população buscará as redes sociais como fonte de:

  • Atualizações sobre as disputas;
  • Resumos dos principais acontecimentos do evento;
  • Memes e piadas relacionados à Copa.
infográfico ilustrativo sobre como as pessoas usarão as redes sociais na copa do mundo 2022
Infográfico sobre a maneira que as pessoas utilizarão as redes sociais na Copa do Mundo 2022. Reprodução: Globo.

Portanto, vale a pena investir em estratégias digitais para alcançar parte deste público. Veja abaixo quais são as cinco redes que estão em alta por aqui atualmente e que podem ser oportunidades para criar conteúdos durante o período.

  1.  WhatsApp (165 milhões)
  2.  YouTube (138 milhões)
  3.  Instagram (122 milhões)
  4.  Facebook (116 milhões)
  5. TikTok (73,5 milhões)

Expectativas do e-commerce para o período da Copa do Mundo

Embora em 2018 as vendas on-line tenham esfriado durante o Mundial na Rússia, hoje nós vivemos outro momento – o cenário pós-pandemia que acelerou o crescimento do setor de comércio eletrônico de modo impressionante.

Não à toa, a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) está prevendo que o torneio impulsione as compras virtuais. Sua estimativa é de que o faturamento fique bem próximo da casa dos R$170 bilhões no segundo semestre de 2022.

Outra pesquisa, realizada pela Nielsen e Toluna, apontou que 50% dos brasileiros pretendem fazer compras na Black Friday para se prepararem para assistir aos jogos.

“Se preparar para a Copa” é um termo bastante amplo, contudo. Ele pode significar desde compras para a casa, vestuário, antenas e planos de internet até petiscos e churrasqueiras elétricas.

Para sanar esta dúvida, vamos conferir alguns números para te dar insights valiosos para seu sucesso na data.

Qual categoria é a mais vendida em ano de Copa do Mundo?

Antigamente, a Copa do Mundo era um evento que reunia a família inteira diante da única televisão da casa. E, mesmo que nas últimas duas décadas os hábitos sociais tenham se transformado bastante, este item ainda é muito valorizado pelos brasileiros.

Talvez a maior diferença entre os períodos seja que hoje há lares com mais TVs do que gente e que os serviços de streaming tenham mudado a forma como se consome conteúdo. Mas, de longe, os televisores permanecem um dos campeões de venda nesta época no mundo todo.

mao apontando um controle remoto para uma televisão
A TV é um produto que tem grande relevância na Copa

É o que aponta um estudo realizado pela Nielsen em parceria com a Toluna, que analisou as expectativas dos consumidores para a Copa do Mundo 2022 e Black Friday 2022 onde as categorias de eletrodomésticos e celulares representam 59% e 57%, respectivamente, dos desejos de consumo dos brasileiros.

Um levantamento do ReclameAqui, reforça isso, o qual informa que eletrônicos, como TV, notebook, smartphones etc. e eletrodomésticos são as categorias mais vendidas antes e durante a Copa.

Portanto, quando falamos em termos de categoria, os eletrônicos e eletrodomésticos têm destaque, os quais são influenciados pela vontade do público de adquirir outros tipos de dispositivos para assistir ao evento.

Lojistas de Norte a Sul já esperam que notebooks e celulares saiam aos montes das prateleiras em novembro. Afinal, a Black Friday é a data que muitos consumidores esperam para adquirir produtos de alto valor agregado. E, neste ano, a Copa do Mundo promete intensificar esse movimento.

Durante o Mundial no Brasil (em 2014), 27% dos trabalhadores afirmaram que dariam “um jeitinho” de ver os jogos mesmo no horário do expediente.

Isto é, uma boa parcela da audiência que não conseguisse acesso pelo computador do serviço assistiria à competição pelo celular.

Em 2022, uma novidade veio para facilitar esta velha intenção. Há poucos meses, o 5G estreou em nosso país e a nova tecnologia trouxe mais velocidade, menor tempo de resposta e maior estabilidade de rede.

Tudo isso fará uma enorme diferença para quem acompanhará a competição pela telinha de seu smartphone, e, ainda, impulsiona a vendas de dispositivos que são compatíveis com a tecnologia 5G, ou seja, a lojistas que trabalham com esse setor, têm maiores chances dessas mercadorias serem vendidas.

E não duvide de que muita gente já está contando com isso desde julho para acompanhar a seleção na disputa pelo hexa.

Outros artigos para investir

Em qualquer país onde a população se engaje com futebol a Copa do Mundo não é apenas uma competição esportiva. No Brasil, então, nem se fale, afinal, o esporte está na cultura da população.

É uma festa e motivo para encontrar os amigos e reunir a família, o que dá brecha para um aumento de gastos que movimentam o mercado.

Em geral, as vendas de produtos a serem consumidos durante as partidas acompanham de perto o fluxo dos eletrônicos que servem para assisti-las diretamente.

Inclusive, a expectativa do Mercado Livre é de que a venda de comidas e bebidas no período da Copa seja 37% maior do que a de eletrônicos pelos lojistas do seu marketplace.

Segundo a pesquisa de consumo do Behup do 2º semestre deste ano, os artigos que estão no topo da lista de intenção de compra dos brasileiros — além dos já citados anteriormente — para o período do torneio são:

  • Roupas e acessórios;
  • Compras de supermercado;
  • Calçados;
  • Bebidas alcoólicas;
  • Artigos esportivos
  • Perfumes e cosméticos;
  •  Artigos de decoração.
infográfico sobre intenção de compra na Copa do Mundo 2022
Pesquisa da Behup em Maio de 2022. Reprodução: Globo

Ou seja, há espaço para os lojistas de milhares de categorias destacarem seus produtos durante o período e conseguirem vender mais, pois o público tem a intenção de comprar.

Outro dado interessante que eles descobriram foi que os clientes têm expectativas distintas para o e-commerce e para o comércio tradicional.

De um lado, a variedade de produtos é mais relevante para compras presencialmente enquanto, do outro, os usuários enxergam nos menores prazos de entrega o grande diferencial das lojas virtuais.

Falta mais de um mês para o Mundial de 2022! Então, ainda dá tempo de você correr atrás de fornecedores, negociar preços e investir nos produtos que listamos acima. Assim como numa expansão da sua frota de entrega para ser mais rápido, vamos às melhores práticas a seguir.

Como posso usar a Copa do Mundo 2022 a favor do meu negócio?

vidro de uma loja escrito "em promoção"
Com a Copa do Mundo e a Black Friday próximas uma a outra, será que criar descontos é uma boa ao lojista?

Segundo uma pesquisa do Sebrae-SP, mais da metade dos empreendedores acreditam que a Copa do Mundo vai impactar seus negócios de forma positiva, mesmo que em pequena escala. Mas 79% não estão preparados para a movimentação que o evento trás.

Quer saber por qual motivo? A gente te conta: os entrevistados afirmaram que não sabiam à época o que deveriam fazer para aproveitar as oportunidades de venda que serão criadas pelo Mundial.

Antes de mergulhar em nossas dicas e bolar uma estratégia para os meses de novembro e dezembro, vamos pelo básico: analisar a diversidade e quantidade que já tem em seu estoque. Existe espaço para novos produtos ou matérias-primas?

Depois, como com qualquer outro tipo de venda, levante informações sobre a reputação de fornecedores, seus preços, prazos de entrega e a qualidade de seus produtos. Com isso em mãos, você já pode começar a pensar em quais dos artigos que listamos antes vale mais a pena para você investir agora.

Mas já? Sim, o melhor a se fazer é começar a testar o quanto antes quais produtos você será capaz de comercializar para não meter os pés pelas mãos lá na frente.

Uma vez descoberta sua grande tacada para a Copa do Mundo 2022, faça uma projeção de quanto pretende aumentar suas vendas. Então, verifique se sua estrutura atual, de canais e equipe, está preparada para tal mudança.

Tudo pronto? Vamos às seguintes dicas para lucrar enquanto torce pelo hexa:

  • Crie layouts exclusivos para os seus canais
  • Promova ações para os dias do jogo do Brasil
  • Invista no remarketing dinâmico
  • Interaja com seus clientes
imagem ilustrativa com dicas para lucrar enquanto torce pelo hexa
Dicas para lucrar enquanto torce na Copa do Mundo 2022

Crie layouts exclusivos para os seus canais

Não é sem razão que o Brasil é conhecido por ser o país do futebol. Este esporte mexe com o coração e com o imaginário dos brasileiros. Portanto, o que você precisa fazer para alavancar suas vendas durante a Copa do Mundo 2022 é entrar na onda.

Caso o seu nicho represente uma das categorias que citamos anteriormente ou você esteja se preparando para oferecer certos artigos relacionados ao evento, inovar o layout de todos os seus canais já deve estar em seus planos.

É verdade que os consumidores 4.0 optam por lojas que oferecem melhor atendimento e personalização, porém, na disputa pelo breve gap de atenção dos usuários on-line quem tem a melhor apresentação sai na frente.

Nesse sentido, designs inovadores podem fazer toda a diferença na hora impactar um potencial cliente.

Somente depois, entra em campo sua boa estrutura logística e de customer service para garantir que esse ataque certeiro converta-se enfim num gol de placa. Ou melhor: em vários.

Não muito longe desse raciocínio, a criação de layouts customizados para a Copa do Mundo 2022 também deve ser prioridade para quem não vende produtos relacionados ao evento.

A diferença é que, em vez de estar competindo com outros vendedores pela compra de itens úteis para o torneio, você estará buscando se aproveitar de sua presença on-line.

Entre os meios de comunicação que podem receber um novo visual estão:

  • Página vendedor em marketplaces como Shopee;
  • Site da loja virtual;
  • Posts nas redes sociais;
  • Capas de e-mail marketing;
  • Banners de anúncios.

Promova ações para os dias de jogo do Brasil

ilustrações relacionadas a ações de marketing com notebook e ícones de redes sociais
Fazer ações de marketing é importante para aumentar a consciência de sua marca no período da Copa

Como falamos no início do texto, essa edição da Copa do Mundo ocorrerá durante os dois meses finais do ano. Ou seja, simultaneamente a uma das maiores datas do comércio: a Black Friday.

Milhões de pessoas esperam ansiosas por esse dia conhecido por descontos imperdíveis e melhores condições de pagamento no mundo todo. E a população brasileira não é exceção a esta regra.

Portanto, investir em campanhas relacionadas especificamente com a Copa do Mundo 2022 é uma excelente forma de vender ainda mais em novembro.

Você pode, por exemplo, oferecer frete grátis e cupons de desconto somente para compras feitas durante as partidas da seleção brasileira. Outra opção é montar kits com vários artigos relacionados ao Mundial, dar brindes, entre outras.

Para comunicar tais ações à sua base de clientes, envie e-mail marketing já incluindo nossa dica anterior em seu layout. Assim, sua mensagem não passará despercebida.

Contudo, caso você não possua uma ferramenta para disparo de e-mails, utilizar as redes sociais, WhatsApp e outros meios de comunicação pode ser igualmente válido.

Invista no remarketing dinâmico

O remarketing dinâmico é a estratégia que você vai utilizar depois de já ter cumprido as etapas anteriores. Ao configurar seus anúncios com o layout certo e com ações específicas na chamada, os usuários que já visitaram a sua loja virtual serão impactados novamente ao navegador pela rede.

Mas não é apenas isso. Além de já ser um cliente em potencial, agora, seu anúncio aparecerá com o gatilho mental do momento e logo após a janela de uma hora e meia em que ele estará disponível para fazer compras.

Mesmo que eu não venda camisas da seleção brasileira? Sim, sabe por quê?

Porque nesse caso o foco não é comercializar produtos relacionados ao evento. Seu objetivo é impactar quem demonstrou interesse em sua loja antes e, agora, está com tempo para concretizar aquela compra da qual muito provavelmente ainda se lembra.

Outra coisa importante para se pensar é: os últimos jogos da Copa do Mundo de 2022 acontecerão em meados de dezembro, sendo a grande final no dia 18 – exatamente a uma semana do Natal.

Isto é, os espectadores estarão planejando compras neste período. E, mesmo que o Brasil não esteja entre os finalistas, a maior parte das pessoas acompanhará a última partida pelo espetáculo. Então, vá fundo nessa estratégia!

Lembre-se, entre os produtos com maior intenção de compra à festividade, além dos eletrônicos, estão: roupas (47%); itens de cuidados pessoais (37%); e perfumes (36%), e, caso sua loja seja relacionada a esses artigos, vale ressaltar que, como muitos patrocinadores da Copa são marcas de beleza e higiene, as vendas desses produtos têm a tendência de aumentar durante o período por meio de publicidades pelas quais você nem precisou pagar.  

Interaja com seus clientes

cachorro com uma vuvuzela com as cores do Brasil na boca
A interação faz você construir audiência e um bom relacionamento com seu cliente

Se a atenção das pessoas estará voltada para a competição, faça com que sua loja esteja presente, participando ativamente. Para tanto, você pode publicar conteúdos fomentando discussões sobre o tema.

Ao contrário do que indicamos no último tópico sobre a necessidade de programar os seus anúncios para pouco antes e pouco depois das partidas, a estratégia da interação só funciona com agilidade. Suas publicações devem estar alinhadas ao que está acontecendo nos jogos para não perder o timming.

Não sabe o que publicar? Uma opção é questionar seus seguidores por meio de posts nas redes sociais sobre possíveis mudanças na escalação das principais seleções.

Há ainda a possibilidade de usar a Copa do Mundo 2022 como gancho para produção de conteúdo nos stories. Esta é a função do Instagram mais propícia à interação.

Com enquetes relacionando produtos a jogadores, por exemplo, você será capaz até de descobrir como está sendo a recepção do público ao seu portfólio. Assim, após o Mundial você terá a chance de repaginar seu portfólio de acordo com a opinião dos usuários e corresponder melhor às suas expectativas.

Por fim, quando as pessoas derivam da partida nas redes sociais, ou seja, de um passatempo a outro, fato é que elas estão buscando entretenimento. Pesquise curiosidades sobre o torneio que podem ser relacionadas ao seu negócio para compartilhar on-line em formato de vídeo ou imagem.

[Bônus]: Cuidados ao publicar anúncios e conteúdos nas redes

Todo grande evento possui marcas registradas que somente podem ser utilizadas por seus patrocinadores. Com a Copa do Mundo, não é diferente.

Nesse sentido, para que você não tenha problemas com a FIFA ou com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) devido às suas publicações on-line, fique atento às nossas instruções.

Seus textos e artes gráficas de caráter comercial não podem utilizar as seguintes nomenclaturas:

  • Copa do Mundo FIFA Qatar 2022;
  • Copa do Mundo;
  • Copa 2022;
  • Qatar 2022;
  • Seleção brasileira*.

Mas não se preocupe, pois as palavras mais importantes podem ser utilizadas quando escritas sozinhas. E, durante a competição, ninguém vai pensar em outra coisa ao ler somente “Copa” e “seleção” nas suas legendas, por exemplo.

Em suma, também são de uso exclusivo da entidade e de seus patrocinadores todas as imagens e designs oficiais, tais como:

  • Emblema oficial da Copa do Qatar;
  • Identidade Visual das Competições;
  • Mascote;
  • Pôster oficial;
  • Tabela de Jogos;
  • Troféu.
familia com 4 pessoas torcendo
Agora, você pode se preparar melhor para as vendas na copa e ainda curtir os jogos

Por fim, vale lembrar que também cabe a você, lojista, ter soluções criativas para poder se destacar da concorrência nos marketplaces com dados que informamos aqui e se preparar para esses últimos meses do ano.

Mas antes de sair, você já conhece o hub de automação e gestão de e-commerce Magis5? Nesse evento que movimentará o país e o mundo, será preciso ter uma ferramenta que otimize o seu tempo e automatize tarefas manuais para você, seller, focar em suas estratégias e aproveitar melhor os jogos do Brasil! Para conhecer melhor o hub que escalará seu negócio clique aqui

Gostou desse conteúdo? Conta para a gente quais das dicas que descrevemos aqui você pretende experimentar em novembro e compartilhe com colegas para que eles também aproveitem a Copa do Mundo 2022 a favor de seus respectivos negócios.

Não fique de fora de nenhum conteúdo

Receba novidades

CATEGORIAS

3

E-commerce

3
EMPREENDEDORISMO
3

Ferramentas e Materiais

3

Logística

3

Magis5

3

Marketplaces

3

Transformação Digital

Veja também

Mais lidos

Janiel Bruno Brasil

Janiel Bruno Brasil

Redator de Conteúdo e Copywriter na Magis5, apaixonado por escrever e entregar conteúdo criativo. Para entrar em contato com Janiel, envie um e-mail a: janiel.brasil@magis5.com.br
Não fique de fora de nenhum conteúdo

Receba novidades